Sandvik investe em manufatura aditiva

O Grupo Sandvik anunciou investimento de cerca de US$ 25 milhões em nova planta de produção de metais em pó. A nova unidade – da área Sandvik Materials Technology – irá produzir pós finos de titânio e níquel para fortalecer a posição da empresa no fornecimento de matéria-prima para atender o crescente segmento de manufatura aditiva de metal.

A empresa produz pós finos de aço inoxidável, de níquel e de ligas de cobalto-cromo em fábricas no Reino Unido e na Suécia, que são comercializados em toda a Europa, América do Norte e Ásia sob a marca Sandvik Osprey.

“Titânio e ligas de níquel são áreas-chave do crescimento no campo da manufatura aditiva, respondendo por parcela significativa do mercado de metal powder”, informa a empresa sueca, que prevê forte aumento da demanda de pós de metais para aplicação em manufatura aditiva nos próximos anos.

“Este investimento irá nos capacitar para atender o crescimento futuro e significa que estamos expandindo nossa oferta de pós de metal para incluir praticamente todos os grupos de ligas de relevância hoje. Além disso, irá apoiar também os negócios da própria Sandvik no campo da manufatura aditiva”, disse Annika Roos, chefe de Produto da área Powder da Sandvik Materials Technology.

“O segmento de metalurgia do pó e a área de negócios de manufatura aditiva são de importância cada vez mais estratégica para nós”, completou Göran Björkman, presidente da Sandvik Materials Technology. “Este investimento deve ser visto como a evidência mais recente de nosso compromisso com uma área em que acreditamos fortemente”.

A nova fábrica será instalada em Sandviken, na Suécia, próxima da área de fornecimento interno de matérias-primas e de titânio e do centro de manufatura aditiva do grupo sueco. A previsão é que a nova unidade entre em operação em 2020.

Fonte: Usinagem Brasil.

Sugestão de leitura:

-> Com implantação de tecnologia 4.0, GM quadruplica tamanho da fábrica em Joinville

André Gobi
André Gobi
Bacharel em História pela UNESP, também estudou Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa na Universidade Gama Filho. Atualmente, cursa a pós-graduação em Jornalismo Científico na UNICAMP, e responde pela redação do Portal Aquecimento Industrial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *